(48)9 9900-8384 CONTATO

Quais as vantagens do Nutrigenik Lactose?

NÃO INVASIVO – amostra de saliva, sem necessidade de coleta de sangue

LIVRE DE EFEITOS COLATERAIS – não requer ingestão de lactose

RÁPIDO – realizado em poucos minutos

EFICAZ – diagnóstico genético altamente preciso

DEFINITIVO – teste realizado apenas uma vez na vida

O que é a Intolerância à Lactose?

A intolerância à lactose é a incapacidade de digerir a lactose (açúcar presente no leite).

Quais são os principais sintomas?

  • Diarreia
  • Dor e distensão abdominal
  • Flatulência
  • Vômito
  • Dor de cabeça.

Importan

Por que fazer o teste NUTRIGENIK Lactose?

O NUTRIGENIK Lactose identifica as principais alterações genéticas causadoras da Intolerância Primária e da Intolerância Congênita, direcionando a conduta nutricional.

Como os genes influenciam o nível de tolerância à lactose?

Existem dois tipos de intolerância à lactose de causa genética:

Intolerância Primária à Lactose – O gene MCM6, localizado no cromossomo 2, regula a atividade de um segundo gene, chamado LCT, responsável pela produção da enzima lactase. Alterações no gene MCM6 influenciam os níveis da enzima, determinante na digestão da lactose.

Intolerância Congênita à Lactose – É uma doença genética rara causada por alterações no gene LCT, as quais impossibilitam a produção da enzima lactase. É uma condição extremamente grave que pode levar ao óbito do recém-nascido quando o diagnóstico não é feito rapidamente. Normalmente é detectada no contato da criança com o leite materno ou fórmulas lácteas.

Qual a prevalência da intolerância à lactose?

Não há um consenso na literatura quando nos referimos a estudos na população brasileira, podendo variar entre 40% e 70%.

Quais os diferentes métodos de diagnóstico?

Teste de tolerância a lactose (sangue) – Consiste na ingestão de 50 gramas de lactose, seguida de coleta de sangue nos minutos 0, 60 e 120. Se o aumento da glicemia for menor que 20mg/dl, com presença de sintomas, o paciente é diagnosticado como intolerante.

Teste de hidrogênio expirado – Consiste na ingestão de aproximadamente 25 gramas de lactose. Através de amostras de hidrogênio expirado pelo paciente aos 0, 15, 30, 60, 90 e 120 minutos, é possível o diagnóstico de intolerância/tolerância.

Teste Genético NUTRIGENIK – Consiste na coleta de uma amostra de saliva, através da qual serão avaliadas possíveis alterações no DNA do paciente, que regulam a atividade da enzima lactase, determinando o grau de tolerância à lactose.